Um homem identificado como David Clarck, 49 anos, foi condenado à prisão perpetua após assassinar a esposa Melaine de 44 anos a facadas em Worcestershire, na  Inglaterra. O crime ocorreu porque a mulher disse que o homem tinha o pênis pequeno e ainda teria confessado ter feito sexo com a filha do seu melhor amigo, após um jantar, dois dias antes do crime.

Nos tribunais o acusado alegou que no momento sofreu uma “humilhação sexual” e assim perdeu o controle da situação esfaqueando-a até a morte. Testemunhas afirmaram que o comportamento do corretor era de controlador e abusivo.

“Melaine era uma mulher saudável no melhor da vida. Ela foi submetida a um ataque brutal sem qualquer chance de defesa. Ela deixa quatro filhos. Todos sofrendo a perda da mãe”, disse o Juiz Sterphen Morris ao anunciar a sentença.

(Com informações de Portal do Holanda)

Banner da Pagina do Noticia Virtual

Sem comentários

Deixe um comentário